A resposta é simples: para você ver a informação mais rápido.

“Ao longo do tempo, convencionou-se indicar o total de combustível no tanque mostrando o nível por quartos de volume. Portanto, trata-se de uma informação meramente indicativa do volume aproximado”, explica Francisco Satkunas, conselheiro da SAE Brasil.

Atualmente, alguns modelos indicam em seu computador de bordo a quantidade em litros aproximada que foi gasta pelo carro, como o Renault Kwid.

Uma das exceções era o Smart ForTwo de segunda geração, que mostrava quantos litros restavam no tanque quando ele entrava na reserva.

Nos carros que indicam o combustível usado em cada rodagem é possível ter uma ideia de quanto resta no compartimento.

Mas sua praticidade é limitada. Para que a informação divulgada tenha utilidade é necessário encher o tanque do carro, zerar o computador de bordo e saber de cabeça o volume do compartimento de combustível.

No caso do Kwid, são 38 litros até o carro encarar a pane seca. Mas mesmo essa quantidade é relativa – é comum que o os veículos comportem mais combustível do que o indicado pela fábrica.

VIA: QUATRO RODAS

Compartilhe:

Fotos:

POR QUE O NÍVEL DE COMBUSTÍVEL NÃO É MOSTRADO EM LITROS?